quarta-feira, 7 de julho de 2010

A Educação Inclusiva



A educação inclusiva possibilita a todos os alunos, independente de raça, condição social, sexo, o acesso a educação de qualidade, de forma que contribua para o seu desenvolvimento global, tanto educacional como pessoal. Ela valoriza e respeita as diferenças, e se estrutura para recebê-lo, a partir de suas dificuldades.

O trabalho com brinquedos cantados

Brincar é uma forma de manifestação característica da infância. A essência do jogo é o prazer, ele ultrapassa os limites da realidade física e assim se aplica a qualquer fase da vida. Então, nada mais adequado que utilizar a brincadeira cantada aliada à aprendizagem. Utilizar a brincadeira: A borboleta na cozinha. Com essa brincadeira, trabalha-se vários aspectos ligados à psicomotricidade infantil, e também cognitivos/atitudinais tais como: a marcação rítmica corporal; noções espaço/temporal; a comunicação; o relacionamento com o outro; as regras e o contexto musical (o rítmo, a melodia e a harmonia).
video

História muda e sequência lógica

Através de história muda os alunos enumeraram os quadrinhos de acordo com as fases da metamorfose e depois colaram no caderno na sequência correta.

Produção artística com massinha de modelar




Reproduzir a história do vídeo utilizando massinha de moldelar.

Estimulação visual

Os alunos assistiram um pequeno vídeo sobre a metamorfose da borboleta. Animação criada com massinha de modelar.
video

Atividade de Português


Trabalhar a palavra BORBOLETA

Quantas letras compõem a palavra
Quais são as vogais
Quais são as consoantes
Letra inicial da palavra
Recortar de revistas palavras que comecem com a letra B

Trabalhando a coordenação motora



A dobradura é parte integrante da arte-educação e é um recurso que pode ser utilizado com frequência em sala de aula, principalmente porque desencadeia outras formas de expressão, como: desenhos, pinturas, colagens, recortes dramatizações e, de modo especial, a criação ou reprodução de histórias.

Atividade 1: sensibilização



“A tarefa do professor dever ser como a da cozinheira: antes mesmo de dar a faca e o queijo, devemos provocar a fome...”
Rubem Alves

Antes de apresentar o livro ás crianças, foi feita uma sensibilização com tema borboletas, utilizando a poesia “As borboletas” de Vinícius de Morais.

As borboletas
Vinícius de Morais

Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas
Brincam na luz
As belas Borboletas
Borboletas brancas
São alegres e francas.
Borboletas azuis
Gostam muito de luz.
As amarelinhas São tão bonitinhas!
E as pretas, então . . .Oh, que escuridão!

Atividades desenvolvidas


Utilização do livro:
A FELICIDADE DAS
BORBOLETAS
(Autora Patrícia Engel Secco).
Faz parte da coleção  ’’Amigos Especiais’’, que procura valorizar a diversidade e as diferenças individuais, mostrando ás crianças que somos pessoas diferentes. Por isso, devemos tratar a todos com o mesmo respeito que gostaríamos de receber, independentemente de nossas capacidades e de nosso talento.

Utilizando o livro "A felicidade das borboletas"





Alguns alunos apresentavam baixa auto-estima e dificuldade de relacionamento com seus pares. Para favorecer o relacionamento interpessoal e a aceitação das diferenças, recorri a utilização histórias como estratégia de intervenção.No início o trabalho foi realizado de forma a resgatar o desejo de aprender da criança, visando desenvolver plenamente o seu potencial, além de trabalhar as capacidades de atenção, saber ouvir e seguir instruções. Após a contação da história, por meio de diálogo relacionei suas mensagens com as situações da vida diária. Nesse processo considerei a identidade sócio cultural dos alunos e valorizei sua capacidade de percepção de si e do mundo.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Enxergar com os olhos do coração


Iniciarei os trabalhos esse ano com o livro " A felicidade das borboletas"

Descrição: Marcela é uma menina especial que a cada dia desenvolve novas habilidades. Ela é cega, mas explica como é enxergar a felicidade com o coração.

Atividades em 2010


Em 2010, estou iniciando uma nova etapa da minha vida profissional. Estou trabalhando nesse ano com Atendimento Educacional Especializado - AEE, que atende crianças na faixa etária de 6 a 10 anos e que apresentam algumas dificuldades de aprendizagem, neurológicas (hipertividade), bem como deficiências físicas ( baixa visão e audição). Estou muito animada com esse trabalho.

Coleção Amigos Especiais



Coleção Amigos Especiais

A coleção Amigos Especiais procura valorizar a diversidade e as diferenças, mostrando às crianças que todos nós, de alguma forma, somos pessoas diferentes. Nossa história de vida, nossos valores, nossos hábitos e o meio em que vivemos nos transformam em pessoas únicas e especiais. Por isso, devemos tratar a todos com o mesmo respeito que gostaríamos de receber, independentemente de nossas capacidades e de nosso talento.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

A escola deve ser como um jardim florido


"Todo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma. Quem não tem jardins por dentro, não cria jardins por fora... e nem passeia por eles."
( Rubem Alves )

A escola deve ser como um jardim, que precisa ser bem cuidado, para que suas flores e plantas se desenvolvam em toda a sua plenitude. Nós, professores, somos os jardineiros e devemos cumprir nossa missão nesse jardim com muita dedicação e amor, plantando hoje as sementes do conhecimento, para que no futuro possamos nos orgulhar de nosso trabalho, vendo nossas plantas, que são nossos alunos, florescerem na sabedoria e preparados para a vida.

Professora Luciana Angélica

"Toda pessoa tem direito a educação." Declaração Universal dos Direitos Humanos


Sou professora da classe de 10 anos A (5º ano), da Escola Municipal Professor José Geraldo Guimarães. Adoro trabalhar com projetos, pois acredito na importância dos mesmos para se obter uma educação de qualidade e mais prazerosa para os alunos. Quando conheci os livros oferecidos pela Fundação Educar Dpaschoal, fiquei encantada com os mesmos e pude realizar projetos com atividades muito interessantes que muito enriqueceram minhas aulas e motivaram os meus alunos.

Livro:Juca Brasileiro


Iniciei meus trabalhos com o livro "Juca Brasileiro" da Fundação Educar Dpaschoal. Este livro apresenta uma visão diferente para se trabalhar o hino nacional. Os alunos aprendem não somente a letra do hino, com também aprendem a interpretá-lo. Aprenderam com esse livro, a valorizarem mais o nosso hino e descobriram como ele nos fala da beleza de nossa terra e valoriza o povo brasileiro. Foi um trabalho muito enriquecedor para mim e meus alunos.

O hino nacional é um importante portador de texto - Trabalho com poesia
















Poesias criadas pelos aluno após estudo interpretativo da letra do hino nacional brasileiro.

Trabalhando com acrósticos




















"Só se constrói uma nação com cidadãos.
Só se constroem cidadãos com educação."
www.educardpaschoal.org.br








Projeto Hino Nacional







"Ouvir e cantar o hino nacional provoca um sentimento de emoção que nos desperta a vontade de 'fazer parte' e ajudar nosso país." Milú Vilela






O hino e o sentimento patriótico- Atividade artística